Ecclestone ainda não crê na realização do GP dos EUA em 2012

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Empresário dono dos direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone disse nesta sexta-feira que não está confiante que a organização do Grande Prêmio dos Estados Unidos conseguirá realizar o evento já na temporada 2012.

Na última quinta-feira, os promotores da prova - que estava em cheque há algum tempo em função de um impasse entre a construtora e a organização - anunciaram que conseguiram levantar verba suficiente para pagar à FOM (Formula One Management). Bobby Epstein, um dos fundadores do circuito, afirmou ter enviado um modelo de novo contrato e está no aguardo de um parecer positivo da entidade.

No entanto, segundo os próprios organizadores, Ecclestone vê o evento como "irreal e impraticável". Em entrevista à agência Reuters, o dirigente defendeu que só vê o GP americano sendo realizado em 2013.

"A verdade é que eles não estão em conformidade com os termos e condições do contrato. E, como nós fazemos o contrato, nós vamos autorizar o evento ou não. Eles não estão nos dando nada", afirmou.

"É normal. Eles estão nessa bagunça há quatro meses, têm dois parceiros discutindo e dois grupos diferentes brigando entre si. E nenhum deles tem o dinheiro", acrescentou.

Ecclestone ainda encerrou dizendo que a proposta enviada não era muito convincente.

"É, eles não deveriam ter assinado. Meu conselho é: não assine. E eles provavelmente não terão essa oportunidade", concluiu. 

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados