Massa não quer levar problema com Hamilton adiante: 'Pagou por tudo'

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Felipe Massa, GP do Japão (Foto: Reuters) Apesar do incidente em Cingapura, Felipe Massa não tem planos de discutir a pilotagem de Lewis Hamilton com Charlie Whiting, diretor de provas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). A imprensa europeia, na semana passada, publicou que um grupo de pilotos planejavam discutir a questão dos incidentes envolvendo o inglês da McLaren durante o briefing.

O brasileiro, entretanto, considera o assunto encerrado com a punição dada ao inglês: um drive through (passagem pelos boxes) na corrida noturna. Para Massa, a pena foi o bastante para que Hamilton refletisse sobre sua maneira de pilotar.

- Não tenho nada a dizer porque ele pagou por tudo o que fez. A FIA está fazendo o que o regulamento prevê. Se você causa um acidente ou não pilota da forma correta, recebe um drive through. E ele recebeu. Já é tempo bastante para ele aprender, para ser honesto - disse Massa, em entrevista ao site da revista inglesa "Autosport".

Massa, aos 30 anos, acrescentou que não planeja discutir a questão pessoalmente, apesar de admitir uma conversa se for chamado por Hamilton. Ele disse que, se os papeis estivessem invertidos, teria pedido desculpas e a negativa do inglês em falar após a corrida só aumentou sua frustração.

- Tentei falar com ele, mas não queria falar comigo. Por isso estava decepcionado. Se eu estivesse na posição dele, pediria desculpas. Tentei conversar sem a imprensa. Esperava uma reação diferente dele, por isso fiz o que fiz nas entrevistas. Não vou falar com ele. Não fiz nada, para ser honesto. Só tive um pneu furado na minha corrida. Se ele vier conversar, então, tudo bem.

Ele também negou que a conversa com Rob Smedley, seu engenheiro, pelo rádio tenha carregado alguma intenção maliciosa.

- Se você abrir o rádio de todo mundo, ouvirá coisas estranhas. Rob estava dizendo aquilo para me incentivar, não para destruir a corrida de alguém. Além disso, não faria isso mesmo que ele me pedisse.
Rubens Barrichello, piloto da Williams e presidente da Associação dos Pilotos (GPDA), confirmou que não está preocupado com a forma de pilotagem de Hamilton. Ele não espera que este assunto seja discutido no briefing dos pilotos neste fim de semana.

- Não acho que isso vá acontecer. Acho que alguém inventou isso. Falamos sobre tudo nos briefings e depois aprofundamos na GPDA. Muito foi dito sobre o que Michael Schumacher fez a Lewis em Monza e isso foi injusto. Quando foi levado ao briefing, ninguém disse nada. É só papo. Não acho que discutiremos isso.

fonte: globo.com
foto: reuters

Posts Relacionados