Massa contesta punição, nega "pazes" com Hamilton e acirra rivalidade

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Felipe Massa se envolveu num acidente com Lewis Hamilton pela 4ª vez nesta temporada. Foto: Reuters
Punido com um drive through durante o Grande Prêmio da Índia, neste domingo, após mais um acidente com Lewis Hamilton, da McLaren, o piloto da Ferrari, Felipe Massa, contestou a decisão dos comissários. Em entrevista ao site Autosport, o brasileiro afirmou que não foi o culpado pelo acidente, e que não entende a razão de ser punido.


"Minha visão era que eu estava na frente, freei depois dele, estava na área de mais aderência também e comecei a fazer a curva. Então eu não o vi do lado esquerdo, pois ele estava atrás", explicou. "Ele tocou minha roda de trás. Então, para ser honesto, eu não entendo porque levei a penalidade. Realmente não é compreensível".

Na discussão sobre o acidente que ocorreu na 24ª volta da corrida, o ferrarista afirmou que estava apenas defendendo sua posição, e acabou optando por frear um pouco mais tarde que Hamilton. Este foi o 4º acidente entre os pilotos nesta temporada.

"Em todos os incidentes foi ele que tocou o meu carro. Então, eu não fiz nada de errado. Se é Lewis ou não é Lewis, qualquer que fosse o piloto, eu iria fazer o mesmo. Sei que ele estava do meu lado. Mas quando eu freei ele não estava do meu lado. Osso é o importante, não quando você está na reta", completou.
Nos GPs de Mônaco e Cingapura, o inglês foi obrigado a passar pelos boxes para pagar um drive through depois de se chocar com Massa e, no último domingo, no GP do Japão, novamente os carros dos dois pilotos colidiram.

O conflito foi até para fora das pistas, quando o brasileiro, após o GP de Cingapura, durante entrevista de Hamilton, deu tapinhas no ombro de inglês e ironizou o desempenho do piloto da McLaren, dizendo que ele fez um "bom trabalho".

O brasileiro ainda comentou sobre uma possível reconciliação dos dois. Anteriormente, Hamilton havia abraçado o brasileiro antes do GP da Índia, durante a homenagem à Marco Simoncelli e Dan Wheldon, que morreram neste mês.

"Eu e Felipe estávamos um ao lado de outro. Ele não tem falado comigo faz um bom tempo, então coloquei meu braço sobre ele e disse boa sorte na corrida. Mas na prova eu tentei uma ultrapassagem e tentei voltar porque pareceu que ele não ia me dar espaço quando nos chocamos. Eu peço muitas, mas muitas desculpas para o time", afirmou Hamilton.

No entanto, Massa disse que o inglês apenas desejou uma boa prova, negando a hipótese de que o campeão de 2008 tenha tentado reestabelecer uma boa relação.

"Ele não tentou fazer nada. Quando eu tentei falar com ele, ele passou reto. Ele não olhou para a minha cara. Aqui, depois do minuto de silêncio ele estava do meu lado e ele apenas dise: 'tenha uma boa corrida'. Isso é tentar o que? Ter uma boa corrida? Isso não é conversar ou coisa parecida", retrucou.

fonte: terra.com.br
foto: reuters

Posts Relacionados