Após nova polêmica com Massa, Hamilton recebe apoio de ex-pilotos

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Britânicos Coulthard e Brundle consideraram que Hamilton realmente não merecia punição em Suzuka. Foto: Reuters Lewis Hamilton não teve culpa desta vez. Essa foi a visão compartilhada por dois ex-pilotos britânicos, David Coulthard e Martin Brundle, ao comentarem o acidente entre o piloto da McLaren e Felipe Massa, da Ferrari, no Grande Prêmio do Japão, neste domingo.


A nova polêmica aconteceu na 22ª volta da corrida. O brasileiro tentava ultrapassar o adversário para alcançar a quinta colocação quando foi tocado pelo inglês, que estava prestes a entrar nos boxes para trocar pneus. Massa perdeu parte da asa dianteira do seu carro, o qual no entanto não precisou de reparos, visto que o acidente teve pequenas proporções.

Comentaristas da rede britânica BBC, Coulthard e Brundle concordaram em absolver o conterrâneo de culpa. O escocês, vice-campeão mundial da Fórmula 1 em 2001, disse que não acreditava que Hamilton tivesse visto a Ferrari de Massa. A declaração foi dada logo após o acidente, e coincidentemente o piloto da McLaren utilizaria a mesma explicação ao fim da corrida para explicar o toque.

Já o inglês Brundle, que perdeu o título da F3 Britânica em 1983 em uma disputa acirrada com Ayrton Senna e foi o sexto melhor piloto da F1 em 1992, indicou que uma penalização nesse caso seria exagerada ao apontar que, se Hamilton fosse punido pelo acidente, o corredor sairia do carro no meio da prova, largaria tudo e voltaria para casa.

Nos Grandes Prêmios de Mônaco e Cingapura desta temporada, o campeão do mundo de 2008 teve de passar pelos boxes para pagar um drive through depois de se chocar com Massa. No Japão, os comissários consideraram o incidente normal e não tomaram atitude alguma. Na continuição da etapa de Suzuka, o britânico ultrapassaria o brasileiro para terminar na quinta colocação, duas à frente do rival.

fonte: terra.com.br
foto: reuters

Posts Relacionados