Agricultores planejam protestos para GP da Índia: 'Fomos enganados'

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Construção circuito GP da Índia Nova Délhi (Foto: AFP)Agricultores indianos estão planejando protestos para a semana do GP da Índia, que será disputado no dia 30 de outubro. Eles exigem maior compensação financeira pelas terras onde o Circuito

Internacional de Buddh, sede do primeiro GP indiano da história da Fórmula 1, está sendo construído. Os agricultores afirmam que seus meios de subsistência foram comprometidos com a perda das terras.

- Não somos contra a corrida, mas sentimos que fomos enganados no negócio. Nós realizaremos marchas de protesto e assentamentos perto do circuito a partir de 23 de outubro para garantir que nossa voz será ouvida - disse Virender Dhada, um dos líderes dos agricultores, à agência de notícias "AFP".
Dhada reclamou da postura da FIA no caso e espera que os agricultores tenham seus desejos atendidos sem precisar realizar as manifestações.

- Nós estamos apenas exigindo nossos direitos. As autoridades estão se fazendo de surdas para nossas legítimas reivindicações. Se eles estiverem dispostos a conversar conosco, vamos parar de planejar o protesto - garantiu.
 
No entanto, pelas duras declarações de um dos executivos da empresa JP Sports, promotora do GP, ao jornal indiano "Bangkok Post", os agricultores podem perder as esperanças de um acordo e seguir com a ideia do protesto a diante.

- Isso tudo é uma grande piada. As pessoas não podem levar essas ameaças a sério. A corrida traz tanta coisa para a companhia e para o país e você acha que iremos permitir que um punhado de agricultores estrague isso? - questionou o funcionário da empresa que não teve seu nome revelado pela publicação.
- Gastamos U$ 400 milhões (R$ 740 milhões) na corrida e iremos gastar alguns milhões a mais caso precisemos adequar a segurança no local. Nós faremos o que for preciso para ter um evento incrível - disse ao jornal indiano.
Construção circuito GP da Índia Nova Délhi (Foto: AFP)
 
fonte: globo.com
foto: AFP

Posts Relacionados