Vettel vence oitava do ano e já pode ser campeão na próxima prova

domingo, 11 de setembro de 2011

       
Vettel chega a sua 8ª prova vencida na temporada 2011 no GP de Monza e se emociona no pódio. Foto: AFP  E pela oitava vez em 13 provas da temporada, o lugar mais alto do pódio é de Sebatian Vettel. O alemão chegou a ser ameaçado nas primeiras voltas, mas conseguiu reassumir a ponta e vencer o Grande Prêmio de Monza de Fórmula 1. Com o resultado, o piloto da Red Bull abriu 112 pontos do segundo colocado na classificação, o espanhol Fernando Alonso.

Com um início de prova marcando por um acidente que tirou quatro carros da disputa e Fernando Alonso pulando para a primeira posição, o GP da Itália foi recheado de disputas. A mais emocionante foi entre Schumacher e Hamilton, que ficaram na briga por posições por quase 20 voltas.

Com a saída de Webber, que após toque em Massa perdeu o controle do carro e ficou fora da prova, a vantagem de Vettel no Mundial de Pilotos aumentou ainda mais. O alemão chegou a 284 pontos e tem chances matemáticas de ser campeão na próxima prova, em Cingapura.

Se Vettel vencer a prova asiática, Alonso não subir ao pódio e Webber e Button chegarem no máximo na terceira posição, ele será campeão a cinco provas do fim.

Completaram o pódio Jenson Button em segundo e Fernando Alonso em terceiro. Os brasileiros não conseguiram avançar muito das posições de largada. Felipe Massa foi o sexto colocado e Rubens Barrichello foi 12º. Na segunda prova desde o seu retorno, Bruno Senna conseguiu chegar em nono e pontuar pela primeira vez.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 é o Grande Prêmio de Cingapura, no dia 25 de setembro, onde Sebastian Vettel pode comemorar seu bicampeonato antecipado.

A prova

A largada foi marcada pela pressão sobre o pole position Sebastian Vettel. Lewis Hamilton que largou em segundo e Fernando Alonso, em quarto, avançaram sobre o alemão e tinham a preferência na primeira curva. O espanhol foi mais efetivo que o inglês e conseguiu tomar a primeira posição.
No pelotão intermediário, um acidente envolvendo diversos carros obrigou o safety car a entrar na pista. O carro de Vitantonio Liuzzi, que largava na última posição, perdeu o controle na largada, foi para grama e atingiu os carros de Vitaly Petrov, Nico Rosberg e Jerome D'Ambrosio. No acidente, Rubens Barrichello e Kamui Kobayashi também foram prejudicados e tiveram que ir aos boxes fazer reparos.

A entrada do safety na pista durou três voltas e fez com que Bruno Senna mudasse a sua estratégia e colocasse pneus macios, para tentar conseguir entrar na zona de pontos.

Na volta da bandeira verde, Vettel fez uma ultrapassagem agressiva sobre Fernando Alonso, com direito a colocar duas rodas sobre a terra em uma curva de alta velocidade. Logo após reassumir a ponta, o alemão abriu grande vantagem.

Na disputa pelo sexto lugar, Webber tentou ultrapassar Felipe Massa e acabou atingindo o carro do brasileiro, que rodou e perdeu posições. O australiano, que perdeu o bico do carro na batida, acabou perdendo o controle logo em seguida e bateu no muro, ficando fora da prova.

As voltas seguintes foram marcadas por uma disputa emocionante pela terceira posição entre Lewis Hamilton e Michael Schumacher. Os dois permanecerem muito próximos por cerca de dez voltas, com Hamilton conseguindo ultrapassar o alemão e tendo a posição perdida logo em seguida.

Contudo, nenhum dos dois venceu a disputa. Jenson Button que estava em quinto, conseguiu se aproximar da dupla e aproveitou uma escapada de Hamilton para tomar a quarta posição. Logo em seguida, na 17ª volta, Button ultrapassou Schumacher sem nenhuma dificuldade.

A partir da 18ª volta, começaram a primeira troca de pneus da maioria dos carros. Deixando as posições embaralhadas.

Na volta 20, Bruno Senna fez uma ultrapassagem ousada em Kobayashi para assumir a 13ª posição. Enquanto isso, Schumacher e Hamilton permaneciam muito próximos, agora na disputa pela quarta posição. O inglês conseguiu finalmente tomar a posição do heptacampeão na 27ª volta.
Se a primeira metade da prova foi marcada pela disputa no pelotão da frente, após a 30ª volta, poucos foram os momentos de maior emoção. Na ponta, Jenson Button conseguiu ultrapassar Fernando Alonso depois das segundas paradas e assumir a segunda posição.

Na disputa por pontos, Bruno Senna fez boas ultrapassagens e conseguiu a cinco voltas do final da prova fazer uma bela ultrapassagem na freada da reta das dos boxes para assumir definitivamente a nona posição.

No fim, Lewis Hamilton chegou a ameaçar o terceiro lugar de Fernando Alonso, mas o espanhol conseguiu manter a posição e subir ao pódio para delírio da torcida ferrarista que lotou o autódromo italiano.

Na ponta por quase toda prova e com enorme vantagem sobre o segundo colocado, Vettel cruzou a linha de chegada com tranquilidade e se aproximou ainda mais do bicampeonato.

Confira o resultado final do Grande Prêmio da Itália:
1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) - 1h20min46s172
2. Jenson Button (GBR/McLaren-Mercedes) - a 9s590
3. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 16s909
4. Lewis Hamilton (GBR/McLaren-Mercedes) - a 17s417
5. Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 32s677
6. Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 42s993 7. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari) - a 1 volta
8. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - a 1 volta
9. Bruno Senna (BRA/Lotus-Renault) - a 1 volta 10. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari) - a 1 volta
11. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) - a 1 volta
12. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) - a 1 volta 13. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus) - a 2 voltas
14. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus) - a 2 voltas
15. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth) - a 2 voltas

Não completaram a prova
Sergio Perez (MEX/Sauber)
Daniel Ricciardo (AUS/Hispania)
Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)
Adrian Sutil (ALE/Force India)
Mark Webber (AUS/Red Bull)
Jerome D'Ambrosio (BEL/Virgin)
Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault)
Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania)

fonte: terra.com.br
Foto: AFP

Posts Relacionados