Kubica poderá pilotar pela 1ª vez após acidente no mês que vem

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O polonês Robert Kubica deverá voltar ao volante de um carro no mês de outubro. Segundo seu empresário, Daniele Morelli, Kubica poderá participar de uma simulação ou de um teste em circuito pela primeira vez, depois de uma longa recuperação após um grave acidente em um rali, em fevereiro, na Itália.

"Em outubro, nós estamos considerando que Robert coloque um capacete em sua cabeça apenas para dar a mensagem de que ele é capaz de fazê-lo", disse aos jornalistas durante os treinos livres para o GP de Monza, nesta sexta-feira.

"Nós com certeza não estamos falando da Fórmula 1, mas é importante que Robert comece a pilotar. Se será em um simulador ou na pista não é realmente importante. O importante é que o último passo seja atingido", acrescentou.

Kubica foi operado no cotovelo direito após o acidente, no entanto, correu riscos de ter sua mão direita amputada. Morelli, por sua vez, disse que o progresso do polonês após a cirurgia foi bastante encorajador. "Há duas semanas atrás ele teve sua última operação, o que para nós pareceu um pequeno problema".

"Tínhamos muitas questões sobre sua volta, mas felizmente tudo foi tudo bem e Robert, no dia seguinte à cirurgia, conseguia mover seu cotovelo com o que eu diria que foi praticamente um movimento normal. Isso é fundamental para a recuperação dos movimentos do braço direito", completou.

O empresário ainda falou que o piloto tem se empolgado com sua recuperação, mas que ainda precisa de tempo para melhorar totalmente. "Nós não temos mais nenhuma preocupação sobre a recuperação de Robert em geral. Ele está trabalhando muito, mas muito forte. Vocês o conhecem, ele é uma fera", disse.

"Os doutores e fisioterapeutas precisam dizer para ele diminuir o ritmo um pouco, porque ele está fazendo até demais. Ainda precisamos deixar a natureza fazer o seu trabalho, pois ainda têm nervos que precisam se recuperar completamente, mas não temos nenhum obstáculo concreto pela frente. É apenas uma questão de tempo", contou.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados