Entrosamento de Senna com equipe preocupa Petrov, diz chefe da Renault

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Bruno Senna no carro da Renault (Foto: Divulgação) O bom desempenho demonstrado por Bruno Senna desde que foi efetivado como titular da Renault-Lotus, no GP da Bélgica, não é a única questão que tem tirado o sono de Vitaly Petrov, companheiro do brasileiro. De acordo com o chefe da escuderia, Eric Boullier, o evidente bom entrosamento de Senna com mecânicos e funcionários da escuderia já ligou o sinal de alerta no russo, que busca recuperar espaço na equipe.

- Eu acho que Vitaly está indo bem, mas ele talvez esteja mais preocupado com o fato de que Bruno está encaixando muito bem com a equipe e, basicamente chamando mais a atenção. Já na pista há espaço de sobra para eles duelarem – explicou ao site inglês "Autosport".

E na pista, o brasileiro também está na frente. O placar do duelo interno entre Senna e Petrov é de 2 a 1 para o brasileiro no momento. Senna chegou a frente do russo nos GPs da Itália e de Cingapura e foi batido pelo companheiro apenas em sua estreia na Bélgica. As apresentações de Senna continuam rendendo elogios de Boullier.

- A curva de aprendizado dele é boa e a cada prova ele evolui em algum aspecto. Do Japão em diante iremos colocar as coisas no lugar e ele deverá começar a oferecer mais - disse Boullier, lembrando que a Renault abandonou as atualizações programadas para Cingapura, o que prejudicou o desempenho dos carros da preto e dourado no GP asiático.

Quanto a possibilidade de Senna continuar como titular da equipe na próxima temporada, Boullier ressalta que irá esperar uma posição sobre as condições físicas de Robert Kubica, que sofreu um acidente no Ronde di Andora, rali disputado na Itália, em fevereiro.

- Eu assumi um compromisso de esperar a posição de Kubica. Então vamos ver depois - afirmou.
O chefe da equipe definiu recentemente o mês de outubro como prazo para saber se o polonês terá condições ou não de voltar a pilotar no ano que vem.

- Tive que me esforçar para colocar uma data limite. Se você continuar atrasando e atrasando e atrasando, então você acaba colocando os interesses da equipe em risco. Então eu tive que definir um prazo. Preciso ficar ligado nesta data para saber se há chance de Robert voltar - completou.

fonte: globo.com

Posts Relacionados