Ecclestone admite que Bahrein pagou por prova de 2011

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Mesmo sem ter participado da Fórmula 1 neste ano por problemas políticos em seu território, o Bahrein teve que pagar pela competição da mesma forma como se tivesse recebido o mundial de monopostos mais tradicional do mundo.

Quem disse foi o próprio dono dos direitos da F1, o empresário Bernie Ecclestone, que afirmou que a categoria não sofreu nenhum impacto pelo cancelamento da etapa, que abriria a temporada no dia 13 de março, porque os organizadores realizaram o pagamento referente ao evento mesmo sem promovê-lo.

Especulava-se que a F1 perderia em torno de R$ 67,6 milhões ao não realizar o GP do Bahrein. Apesar disso, os representantes do país se mostraram felizes por continuar envolvidos com a categoria.

"Não acho que teremos problemas econômicos neste ano. Acho que tudo ficará igual, porque fomos pagos pelo Bahrein. Eu disse: 'vamos lhe devolver o dinheiro', e eles falaram para a gente não se incomodar. Então acho que o volume de negócios e o lucro deste ano serão parecidos com os de 2010", afirmou Ecclestone, em entrevista ao diário The Independent.

O Grande Prêmio do Bahrein voltará a ser disputado em 2012, no mês de abril. Bernie ainda afirmou que tudo corre bem com os preparativos para a corrida do próximo ano.

"Eu falei com os organizadores e eles disseram que tudo está melhorando. Espero que fique tudo certo pelo bem deles, não o nosso bem", disse Ecclestone.

fonte; terra.com.br

Posts Relacionados