Chefe da McLaren compara Hamilton a Senna: "não vieram fazer amigos"

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Para o chefe de equipe da McLaren, Martin Whitmarsh, é injustiça culpar Hamilton pela batida em Felipe Massa durante o GP de Cingapura. O dirigente afirmou ao jornal inglês Daily Mail que a tendência de Hamilton para enfurecer os rivais é uma prova de seu talento, que ele compara ao de lendas da Fórmula 1, como Ayrton Senna e Michael Schumacher.

Whitmarsh disse à publicação que todos os grandes pilotos dos últimos 20 anos se envolveram em acidentes por sua direção agressiva e não vão às pistas para fazer amigos. Para o chefe da McLaren, Hamilton também não procura fazer inimigos, mas um carro em sua frente é um carro que precisa ser ultrapassado, e não se faz isso sem correr riscos.

Após a corrida, os dois pilotos protagonizaram uma cena curiosa. Hamilton dava uma entrevista para uma rede de televisão quando Massa se aproximou por trás do inglês, deu fortes tapas em suas costas e exclamou: "Bom trabalho, mandou bem!" Whitmarsh elogiou a postura de seu piloto na ocasião, pois ele apenas retrucou Massa, sem partir para uma retaliação mais exaltada.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados