Barrichello: "estou em uma melhor forma que aos 18 anos"

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Disposto a renovar o contrato com a Williams, Barrichello diz que está em melhor forma do que quando era jovem. Foto: Getty Images Mais rodado piloto da Fórmula 1 em atividade, Rubens Barrichello não esconde de ninguém que a maturidade só fez melhorar a sua carreira. Ainda tentando renovar o contrato com a Williams para a próxima temporada, ele faz propaganda de si mesmo ao afirmar que está em grande forma técnica e física, afirmando ter um condicionamento melhor do que quando deu os primeiros passos no automobilismo profissional.

Aos 39 anos, Rubinho é o recordista de corridas da F1. Em 19 temporadas, ele completará 321 provas no Grande Prêmio de Cingapura, neste final de semana em Marina Bay. E mesmo depois de adquirir tanta experiência, ele se vê em melhores condições para pilotar do que quando era jovem.

"Estou fisicamente melhor que quando tinha 18 anos. Realmente estou, é verdade, é possível perceber isso. Todo ano eu passo por testes que monitoram a forma como respiro, como suo. Estou em grande forma", relatou Rubinho, em entrevista à agência Reuters, depois de ter de lutar contra a balança no início da temporada para tornar o carro mais "leve''.

Após diminuir o seu peso ainda durante a pré-temporada, ele viu também uma queda de rendimento da Williams na atual temporada. Percebendo o momento de mudanças da equipe, ele afirmou que se vê dentro do time como parte do processo de renovação por conta da experiência adquirida em quase 20 anos na categoria.

"A Williams está alterando o motor, mas também está mudando as pessoas. Eu acho que tenho muito a dar para a equipe. Não falo apenas de experiência, pois tê-la e não ser veloz não significa nada. Ser rápido e sem experiência hoje é melhor. Apesar disso, o que eu posso oferecer à escuderia é velocidade, e a experiência vem de graça", afirmou Barrichello.

Com a vontade de um estreante, Rubens afirmou que ainda está longe de pensar em sua aposentadoria das pistas, e que tem se envolvido mais com a F1 a cada dia que passa.

"Ainda estou apaixonado pelo esporte. Não sei se posso viver sem velocidade, eu gosto dela cada vez mais. Estou comprometido com as corridas até que não tenha mais paixão por isso", contou o piloto brasileiro.

fonte: terra.com.br
foto: getty images

Posts Relacionados