Ross Brawn acredita que Mercedes pode melhorar ainda em 2011

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Ross Brawn, chefe da escuderia Mercedes, não escondeu que a temporada 2011 está sendo frustrante. No entanto, o dirigente afirmou nesta sexta-feira que o time está melhor que no início do ano, mas reconhece que ainda precisa melhorar muito para diminuir ainda mais a distância para as equipes de ponta.

Com Schumacher e Rosberg pilotando os carros prateados, a equipe começou a temporada com a ideia fixa de brigar com Red Bull, McLaren e Ferrari pelas primeiras posições, porém, logo nas primeiras etapas do calendário, mostrou que essa não seria sua realidade. Além de não ganhar nenhuma corrida, os pilotos alemães sequer chegaram ao pódio.

"Nós estamos analisando cada etapa e, de uma forma geral, temos reagido lentamente. Obviamente as coisas não estão acontecendo do modo que gostaríamos, pois eu acho que existe uma competição bastante acirrada na frente. Todos estão trabalhando ferozmente para melhorar suas respectivas situações, e conosco não é diferente", explicou.

"Em termos do que chamamos de tempo de volta normalizado, onde você toma conta dos pneus, combustível e todos os tipos de coisas, nós diminuímos a distância. Só que ainda não é o suficiente", acrescentou.

O dirigente, campeão por Benetton, Ferrari e Brawn GP, também explicou que se tivesse mais tempo, a situação seria outra. "Estamos seis meses atrás. Se não tivéssemos perdido esse tempo, os carros estariam melhores. Então é isso que os estamos tentando fazer", concluiu.

Com onze etapas realizadas, a Mercedes marcou 80 pontos no Mundial de Construtores. Nico Rosberg aparece como melhor piloto da equipe, com 48 pontos. Michael Schumacher, heptacampeão da categoria, é apenas o 10º, com 32 pontos conquistados.

fonte: terra.com.br
Foto: Reuters

Posts Relacionados