Muitos pilotos para poucas vagas na Renault em 2012

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Quatro pilotos, dois cockpits disponíveis. No momento, a situação da Renault para o ano que vemé a mais confusa dentre todas as equipes.O russo Vitaly Petrov é o que aparece com as chances mais claras, tendo todas as bases financeiras acertadas para fazer sua terceira temporada pelo time.

Mas as chances do brasileiro Bruno Senna permanecer na equipe são boas. No dia 19 de setembro, após o GP da Itália, um tribunal de inglês de última instância vai julgar o apelo de Nick Heidfeld para a manutenção de sua vaga. Mas o fato do alemão ter perdido nas instâncias menores indica que o resultado será o mesmo e que Heidfeld encerraria de maneira litigiosa sua ligação com a escuderia.

Outra potencial ameaça para Senna seria Romain Grosjean, que é piloto de testes do time, está fora dessa equação. Falando ao LANCE!, o chefe da Renault, Eric Boullier, confirmou que não há a menor chance de o francês correr pelo time ainda este ano, ainda que ele trabalhe nos bastidores para lhe arrumar uma vaga para o ano que vem. Mas seria numa outra equipe que utiliza motores Renault - conversas acontecem com a Williams ou a Lotus.

Resta esclarecer só a situação de Robert Kubica. O polonês foi operado no cotovelo direito no último domingo, a última intervenção planejada pelos médicos que cuidam dele. Daqui para a frente, sua volta à F-1 vai depender do andamento da recuperação física e também de um eventual teste com um carro da Renault. Enquanto não ficar claro se e como Kubica voltará a pilotar, o time não conseguirá definir seus pilotos para 2012. Uma decisão definitiva deve acontecer após a temporada.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados