Fórmula 1 perde interesse no Japão

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Fórmula 1 perde interesse no Japão -
É bem conhecida a autêntica paixão que os adeptos japoneses de Fórmula 1 tinham por Ayrton Senna. A ligação da McLaren à Honda no final dos anos oitenta ajudava muito, e nestes tempos  dourados a Fuji TV, detentora dos direitos das transmissões televisivas no Japão, chegou a ter audiências de 17 milhões de espetadores por Grande Prémio.

Hoje em dia, em canal fechado, apenas cerca de cinco milhões de japoneses veem F1. Uma enorme diferença que só Kamui Kobayashi vai atenuando. Eventualmente, as coisas podem melhorar caso o japonês rume a uma equipa de ponta, mas a verdade é que no país do sol Nascente, nada é igual no que à F1 diz respeito. Depois de terem sido muito interventivas na F1, as empresas japonesas têm-se afastado, ao ponto da Sauber, única com um piloto nipónico na modalidade, ter como principal patrocinador uma empresa mexicana.

O entusiasmo japonês tem vindo a cair, e a isso também não é alheio o facto da Honda, Toyota e mais recentemente a Bridgestone se terem afastado da F1. Tudo isso contribuiu, e agora resta saber se esta tendência pode mudar. Para já o cenário não é bom, e a crise económica generalizada a nível mundial também não permite pensar que as coisas mudem a breve trecho, mas era importante o regresso de marcas japonesas à F1 por todos os motivos. Tradição, paixão. Só mesmo a nível de pilotos, os nipónicos nunca conseguiram ser realmente fortes. talvez isso mude agora com Kamui Kobayashi.

fonte: atosport.aeiou.pt

Posts Relacionados