Construção de autódromo do GP da Índia gera problemas sociais na região

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Construção circuito GP da Índia Nova Délhi (Foto: AFP) A construção do Autódromo Internacional de Buddh, próximo a Nova Délhi, sede do primeiro GP da Índia, marcado para 30 de outubro, vem provocando profundas mudanças no cotidiano das aldeias da região. As altas somas de dinheiro, aliadas ao baixo grau de instrução da população, não trouxeram mudanças positivas para os moradores, que reclamam do crescimento de problemas sociais como alcoolismo e violência doméstica.

A chegada da principal categoria do automobilismo em Narangpura, no norte da Índia, por exemplo, não trouxe melhorias de infraestrutura à pequena aldeia, que continua com estradas enlameadas, problemas de abastecimento de energia e de saneamento básico, além de falta de escolas e hospitais. De acordo com o jornal inglês "The Guardian", a maioria dos pouco mais de mil habitantes não são alfabetizados e muitas das crianças possuem problemas de desnutrição.

Com as enormes somas de dinheiro pagas pela empresa de construção em compensação pelas terras, muitos moradores adquiriram grandes casas e carros caros.

- Minha família ganhou 70 milhões de rúpias (cerca de R$ 2,6 milhões) que foram divididas entre cinco irmãos. Investi quase toda a quantia em minha casa - disse o morador Mahahi Nagar.

Embora orgulhoso de sua casa, Nagar está preocupado com o futuro. Ele não possui emprego nem qualificações profissionais.

- Eu não sei o que vou fazer quando o dinheiro for embora - disse ele.

 
Mulheres da aldeia dizem que o alcoolismo - um problema comum em tais comunidades - atingiu níveis alarmantes, assim como a violência doméstica. Outros moradores falam de adolescentes bêbados brigando nas ruas.

Construção circuito GP da Índia Nova Délhi (Foto: AFP)
De acordo com especialistas, a onda de dinheiro promoveu uma mudança social que normalmente levaria décadas ocorrer praticamente da noite para o dia.

- Há um processo natural pelo qual as comunidades rurais tornam-se parte de uma cidade e sua economia. Mas quando o processo é acelerado há mais risco de ruptura social, afirmou Rajiv Kumar, economista indiano.

Já os desenvolvedores da pista dizem que há um entusiasmo enorme com o automobilismo na Índia e que o novo autódromo vai promover o talento local. O país possui na categoria a equipe Force India dirigida pelo magnata Vijay Mallya, e já contou com a presença de Narain Karthikeyan pilotando uma Jordan em 2005.

fonte: globo.com 
foto: afp

Posts Relacionados