Brasileiro que testou Ferrari pode ser obrigado a interromper a carreira

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cesar Ramos piloto Ferrari (Foto: Divulgação) Apontado como um dos principais nomes da nova geração de brasileiros que buscam um lugar na Fórmula 1, Cesar Ramos está com sua carreira ameaçada. Não pelo desempenho nas pistas, que tem agradado bastante o staff da Fortec Motorspots, sua equipe na World Series - categoria que já revelou talentos como Sebastian Vettel, Kamui Kobayashi e Robert Kubica. O problema do gaúcho está no combustível financeiro necessário para dar sequência ao trabalho nesta temporada, que está chegando ao fim.

O piloto de 22 anos teve seu primeiro contato com um F-1 em dezembro, quando a Ferrari lhe concedeu um teste com o modelo guiado por Felipe Massa em 2008. A sessão foi um prêmio pelo título da Fórmula 3 Italiana, o primeiro conquistado por um brasileiro nesta categoria. Mesmo com o bom retrospecto, Cesar corre o risco de não disputar as próximas etapas por falta de patrocínio.

- O Cesar é um dos grandes talentos do automobilismo nacional atual e uma das promessas com capacidade para representar bem o Brasil na Fórmula 1 num futuro breve. Mas, infelizmente, seu título não se reverteu em patrocínios e apoios. Temos pouco tempo até a próxima etapa, mas vamos fazer o possível e o impossível para que ele continue seu caminho no automobilismo europeu - revelou o empresário Gastão Fráguas, que cuida da carreira de Cesar, e que nos seus tempos de piloto também viveu a experiência de abandonar as pistas quando tentava a sorte no exterior.

Cesar Ramos piloto Ferrari (Foto: Divulgação)
Nesta semana, Cesar fechou uma sessão de testes privados de sua equipe na World Series com o melhor tempo entre os cinco pilotos que foram à pista de Snetterton, na Inglaterra. O treino com o carro de 480 cavalos de potência foi uma preparação para a próxima etapa da temporada, marcada para os dias 20 e 21 de agosto em Silverstone, também na Inglaterra.


fonte: globo.com

Posts Relacionados