Pilotos da McLaren com expectativas em baixa para a qualificação

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Os pilotos da McLaren baixaram as suas expectativas para a sessão de qualificação depois das duas primeiras sessões de treinos livres de hoje para o GP da Alemanha, com Lewis Hamilton a considerar que "não poderemos lutar pela pole position amanhã ou pelo menos assim parece".
Pilotos da McLaren com expectativas em baixa para a qualificação -
Os responsáveis da equipa de Woking esperavam poder voltar à luta com a Red Bull e a Ferrari após o retrocesso da Federação Internacional do Automóvel (FIA) no que diz respeito aos gases de escape no difusor (afirmando mesmo que essa limitação em Silverstone lhes custou 0,8 segundos), mas os treinos livres de hoje parecem mostrar uma realidade mais difícil para a McLaren.

"Em ritmo de qualificação simplesmente não temos o mesmo andamento para lutar com eles - em ritmo de uma única volta, eles têm cerca de um segundo de vantagem sobre nós. Não sabemos com que cargas de combustível é que cada um andou, por isso poderemos ficar positivamente surpreendidos amanhã se descobrirmos que estávamos mais pesados do que os outros, ainda que historicamente não tenha sido esse o caso", referiu Hamilton, demonstrando ainda assim esperança para a corrida.

"É na corrida que podemos causar mais estragos e encurtar a distância por alguma razão. Poderemos ter a oportunidade de desafiar pelo menos um dos Ferrari e Red Bull. Claro que eles são bastante rápidos, mas tudo pode acontecer", sumarizou.

Da parte de Button, que considerou o seu dia "para esquecer", um problema com o sistema KERS fê-lo perder muitas voltas de manhã, mas ainda assim o campeão de 2009 acredita na possibilidade de lutar pelas posições cimeiras na Alemanha.

"Foi um dia bastante complicado para afinar o carro. Para condições de apenas uma volta penso que estamos a chegar lá, mas estamos bastante mais longe [da frente] do que pensávamos. Esta manhã não encontrei o equilíbrio do carro e tive imensas dificuldades e à tarde não tinha o sistema KERS, pelo que isso não foi perfeito. Não estamos tão rápidos quanto os Red Bull numa única volta, mas penso que nunca sonhávamos poder estar ao mesmo nível. Trata-se de saber se conseguimos lutar com os carros da frente e temos de continuar a apontar a isso, mas será muito difícil", referiu Button.


fonte: autosport.pt

Posts Relacionados