Pietro, neto de Emerson Fittipaldi, se destaca na Nascar e não pensa na F-1

terça-feira, 26 de julho de 2011

Pietro, neto de Emerson Fittipaldi, se destaca na Nascar e descarta Fórmula 1

O clã Fittipaldi ganhou mais um adepto apaixonado pelo automobilismo. O mais novo membro não se destaca na Fórmula 1, onde Emerson foi bicampeão em 1972 e 1974. Mas, sim, na Nascar, modalidade com alta popularidade nos Estados Unidos. Com 15 anos e apenas 1,52m, Pietro segue os passos do avô famoso e busca seu espaço em meio aos carros em alta velocidade.

Nascido em Miami e o mais velho de três irmãos, o garoto nunca sonhou correr na Fórmula 1. Mesmo iniciando a carreira no kart e ouvindo histórias do avô, ele se encantou ao ver tio Max Papis, irmão da mãe Juliana, correr na Nascar.

— Sempre gostei de correr. É de família. Mas quando vi meu tio correndo, vi que a Nascar era o meu lugar. É diferente. Enquanto na Fórmula 1 tem apenas duas, três equipes fortes, na Nascar todos brigam de igual para igual. Por isso a emoção é maior — afirma.

Primeira vitória

Pietro começou a competir na Whelen All American Series, uma divisão da Nascar, no ano passado, onde participou de três corridas. Em 2011, com o carro amarelo de número 90 da Lee Faulk Racing, o piloto entrou forte na disputa do título. No último domingo, ele conquistou sua primeira vitória na modalidade.
— Foi emocionante. Gostei muito, ainda mais por ter sido o primeiro brasileiro a ganhar na categoria. Meu avô não estava lá, mas sei que acompanhou pela internet. Ele me apoia muito, assim como meus pais — diz o jovem, que está na terceira posição.

Emerson tenta não se meter na vida automobilística do neto mais velho. No entanto, prefere sempre dar palavras de apoio e tranquilidade para Pietro correr bem.

— Antes de cada corrida, ele me liga, dá conselhos e me ajuda a manter a cabeça centrada — conta.

fonte: extra.globo.com

Posts Relacionados