De volta após seis meses, Bruno Senna nega buscar "milagre"

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Faz seis meses que o brasileiro Bruno Senna não dirige um carro de Fórmula 1. O piloto de testes da Renault, no entanto, sentará no cockpit nesta sexta-feira para o primeiro treino livre visando o GP da Hungria, no lugar do alemão Nick Heidfeld. Ele afirmou que quer apenas fazer um bom trabalho e conseguir informações importantes para a equipe.

"O foco que eu preciso ter é apenas voltar a isso aqui. Não tem sentido tentar ser um herói. Eu preciso ser realista. Seis meses e meia temporada é muito tempo. Claro que há pressão, porque quero ir bem, mas não vou tentar operar um milagre. Meu objetivo é fazer um bom trabalho para que o time possa continuar seu desenvolvimento e fazer minha transição da forma mais suave possível", explicou.

Em junho, o dono da Renault, Gerard Lopez, veio ao Brasil para buscar patrocinadores, possivelmente para promover Bruno Senna. Ele não está tão otimista, mas espera, realmente, conseguir uma vaga fixa no grid em 2012. "Vou sempre tentar e melhorar minhas chances, mas meu plano principal é voltar no próximo ano", contou o ex-piloto da Hispania.

"Depende do meu trabalho e no que eu faço aqui, além de meu potencial em conseguir um patrocinador. Isso junto pode criar uma oportunidade. Espero já saber de alguma coisa até o fim do ano. No fim do dia, sou o piloto reserva e minha função é pular no carro quando os titulares não podem. Se isso vai mudar, não depende de mim", concluiu.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados