Alonso nega surpresa com quinto lugar no grid da Hungria

sábado, 30 de julho de 2011

Depois de conquistar três pódios nas últimas três corridas, o espanhol Fernando Alonso irá largar em quinto no GP da Hungria, neste domingo. Apesar de ter ficado mais de meio segundo atrás do tempo da pole, o piloto da Ferrari não está decepcionado ou surpreso.

"É o mesmo resultado da semana passada. Então, ainda hoje sábado , não ficamos decepcionados ou surpresos", disse Alonso. Sebastian Vettel, da Red Bull, largará em primeiro, à frente das McLarens de Lewis Hamilton e de Jenson Button.

Companheiro de Alonso, o brasileiro Felipe Massa sairá em quarto. "É verdade que eu não fiz uma volta perfeita no Q3 e estou feliz em admitir isso, mas não acho que eu conseguiria ficar na primeira fila", avaliou o espanhol.

O piloto da Ferrari ficou perto de se classificar em terceiro para o grid da corrida em Hungaroring. Nos minutos finais da sessão, no entanto, Button superou o tempo do espanhol e arrematou o lugar na segunda fila.

"O terceiro lugar estava ao nosso alcance e seria uma ótima colocação para começar a corrida, mas outros foram melhores do que a gente, inclusive o meu companheiro de equipe, que fez uma boa volta. É importante que ambos os nossos carros estejam em posições onde possam brigar por um posto no pódio", acrescentou.

Alonso também não considerou largar em quinto uma coisa ruim, uma vez que sairá do lado limpo da pista. A principal reclamação de Massa, quarto no grid, é largar do lado ruim do circuito.

O espanhol ainda comentou a reação da Red Bull. "Parece que quando é a hora do Q3, a Red Bull tem um botão mágico que, repentinamente, faz com que eles sejam mais rápidos, mas aí parece que o botão desliga durante a corrida", analisou.

O piloto da Ferrari acredita que a corrida na Hungria ainda está em aberto. "Vamos precisar manter um bom ritmo, fazer um trabalho perfeito nos pit stops, que eu acho que terão muitos, talvez três ou quatro, porque a degradação dos pneus é significativa", disse.

"Será importante ter o tempo certo de cada parada. Eu reconheço que qualquer coisa pode acontecer. Será uma corrida bastante aberta", finalizou Alonso, que completou 30 anos nesta sexta-feira.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados