Após acidente, Gustavo Sondermann tem morte cerebral confirmada

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O piloto Gustavo Sondermann teve morte cerebral em decorrência de fratura craniana após seu carro ter sido atingido pelo de Pedro Boesel na prova da Copa Montana em Interlagos, realizada neste domingo. Sondermann, 29 anos, foi reanimado ainda na pista, estabilizado e levado para o Hospital São Luiz, Unidade Morumbi, mas uma tomografia confirmou a morte cerebral.




Segundo a assessoria da equipe de Sondermann, J Star Racing, o piloto foi atendido e permaneceu em situação estável enquanto esteve no centro médico de Interlagos. Não havia problemas respiratórios e no sistema cardiovascular. Ao ser encaminhado para o hospital, porém, exames apontaram a morte cerebral.

O local da batida é o mais crítico de Interlagos. Em 2007, Rafael Sperafico, companheiro de Sondermann na época, morreu em um acidente parecido pela extinta Stock Light.

Sob chuva, Sondermann bateu no muro externo, o carro voltou para a pista e Boesel, que tinha a visibilidade afetada pela nuvem de água, não pôde desviar - Marcelo Cesquim bateu de leve e não se machucou. Na F1, Mark Webber, Fernando Alonso e Nico Rosberg também já bateram forte no mesmo ponto.

A corrida da Copa Montana, categoria que faz parte do fim de semana da Stock Car, foi encerrada após o acidente, na quinta volta, e a vitória ficou com Rafael Daniel.

Carreira

Sondermann começou a carreira no automobilismo se destacando no kart. Foi vice-campeão da Copa Brasil de Kart em 2000 e fechou contrato para correr a F-Renault Brasileira, a qual correu em 2002, ao lado de nomes como Lucas Di Grassi, que competiu ano passado pela Virgin na Fórmula 1.

Em 2004, Sondermann correu metade da temporada da F-Renault Inglesa, terminando na 14ª colocação. No ano seguinte, fez algumas provas pela F-Renault Europeia, mas voltou ao Brasil em 2006 para disputar as últimas corridas da Stock Light.

Em 2007, perdeu o companheiro de equipe, Rafael Sperafico, na mesma curva do Café em que bateu neste domingo, em Interlagos. Sondermann teve seu ponto alto na carreira em 2008, ao vencer a Pick-Up Racing, categoria que originou a Copa Montana como base da Stock Car.

Nos últimos dois anos, teve rápidas experiências na Stock Car. Em 2009, venceu a prova em Interlagos, na última etapa da Copa Vicar. No ano passado, correu seis etapas pela AMG, mas acabou substituído por Thiago Marques.

Nascido em São Paulo em 17 de fevereiro de 1982, em São Paulo, deixou duas irmãs, namorada, mãe e pai.

Confira o boletim médico divulgado pela Copa Montana

O Hospital São Luiz informa que o piloto Gustavo Sondermann deu entrada na Unidade Morumbi às 14h25 de 03 de abril, após acidente durante prova automobilística, realizada neste domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

O paciente foi transportado para o Hospital São Luiz Unidade Morumbi imediatamente após ser reanimado em pista e receber atendimento médico do próprio hospital no Centro Médico do Autódromo.

Atendido inicialmente pela equipe de emergência do pronto socorro da Unidade Morumbi, Sondermann foi transferido para a UTI. No momento da entrada estava em coma (escala de Glasgow 3), respirando com auxílio de aparelhos.

Após exames clínico, neurológico, funcional e de imagem, foi constatado traumatismo craniano grave, hemorragia cerebral difusa e fratura da primeira vértebra cervical. Frente às lesões apresentadas, foi concluído pela equipe médica que não havia indicação para tratamento cirúrgico.

O quadro neurológico é considerado irreversível.

Dr. Sebastião Cesar de Vasconcellos
Diretor Clínico do Hospital São Luiz - Unidade Morumbi

Dr. Jorge Pagura
Neurocirurgião

Dr. Dino Altmann
Responsável Médico Stock Car

Posts Relacionados